sábado, 6 de fevereiro de 2010

2.º Aniversário ZONA 55 BIKE TEAM

Elementos Presentes:
Rui Almeida, João Valério, Pedro Silva, Filipe Rodrigues, João Guerra, Nuno Santos, João Sénica, João Devesa, Carlos Lopes, Abílio Bernardo, Tiago Bernardo, Paulo João, José Luís, Carlos Moita, Rui Ferreira, José Santos e restantes convidados.

Juntámos-nos 14 elementos e 10 amigos... infelizmente não pudémos convidar por questões logísticas.
A hora de concentração estava marcada para as 08H30 no campo de futebol de Vale de Figueira, mas o nosso pessoal prima por chegarem sempre o mais atrasados possível! Está-lhes no sangue.

Os convidados, Pereira e David Gonçalves, proponentes a integrar a equipa.


Como está agora na moda os coffee points antes do início dos eventos, o Pedro Silva disponibilizou bolos e abafado, que o tempo estava fresco e gostamos sempre de estar na linha da frente destas modernices.
As comemorações do 2.º Aniversário da Zona 55 Bike Team, começou então com o anunciado passeio de 35kms, cerca das 09H30 (só 1 hora de atraso)... e o raio do nevoeiro não havia meio de levantar! O pequeno Diogo também quis estar presente e aventurou-se à partida com o restante grupo.

Estas camisolas de inverno deram um jeitão... e são giras que se fartam!
Finalmente fazíamos a transição asfalto/terra... e logo a começar: poças de água e lama!

O ritmo era baixo devido aos menos habituados ou mais destreinados.
Por esta altura já o clã Lopes havia regressado, pois o pequeno Diogo não conseguia acompanhar os adultos, apesar da enorme vontade que tinha. A escassos kms do início já contávamos com 3 desistências.
Mas lá prosseguimos em velocidade cruzeiro.

O passeio decorreu nos arredores de Vale de Figueira (Santarém) e junto ao Rio Alviela.

Fazíamos a 1.ª paragem para reagrupar e recuperar o fôlego de uma algo extensa subida.
Transmitia-se a informação de descida perigosa um pouco mais adiante.

O Abílio recompunha-se da queda logo no início da descida. A 1.ª queda do dia!



Tiago, João D. e Valério desembaraçavam-se da lama: a pé ou montado não era importante.
O Pedro Silva tentava captar uma queda em tempo real.

O nevoeiro teimava em impedir que aparecesse o nosso convidado sol.





Nova paragem para reagrupar.

O acumular da lama no material levava a que já houvessem bikes a tomar banho antecipado.

O A. Bernardo exibia as provas da sua queda.
Nova paragem... desta vez para satisfazer necessidades físicas.

Outros aproveitavam para "roer" qualquer coisa.

Finalmente chegámos à ZA. Escondido entre os arbustos esperava-nos água-pé e laranjas. Quando todos querem andar de bike há que inventar qualquer coisa para poupar nas assistências.
O poiso foi, conforme planeado, no Miradouro Real sobre o Rio Alviela

Paragem aproveitada para pôr as conversas em dia...

... fazer demonstrações de equilibrismo...
...tirar fotos para mais tarde recordar...

... e comer e beber, que era o principal motivo da paragem.
Após algumas minutos de descontração, lá voltámos ao passeio... e o raio do eucalipto continuava no meio do caminho, onde o havíamos deixado a semana passada... e ali continuaria.



O Moita deu aqui um enorme show ao protagonizar a 2.ª e melhor queda do dia. Esteve desaparecido por completo no meio das silvas... e regressou meio-descalço do abismo selvagem.

O Carlos tentava não imitar o irmão nas quedas.


Mais uma descida técnica e enlameada.


3.ª queda do dia. Calafate caía em directo para a camera do Pedro.

Os restantes atletas já temiam pela integridade física....
Era chegada a vez do Zé Luís cair... enfim, meia-queda.

O Carlos Moita, como não queria ficar atrás do irmão, caiu também, mas em directo.

Depois das esfoladelas no corpo era a vez das bikes sofrerem!
Novamente uma subida... e das escorregadias.
O David chamava a si a 5.ª queda do dia.

Nova paragem forçada do grupo da frente. Mas afinal o que tanto demorava os restantes?

O Calafate havia-se feito ao btt com uma "Princesinha do Agreste" da conceituada marca Berg, mas o facto era que a bike não estava à altura do atleta e a corrente rebentou.
Foram chamados os cirurgiões de serviço, mas a anestesia não estava a fazer efeito.
A solução era encurtar a corrente, desmontar o desviador traseiro e "tcharan": Uma single-speed nasceu!

Foram inúmeras as tentativas, quase tantas como os mecânicos! Devido a esta adversidade, o tempo voou e tivemos de encurtar no caminho para chegarmos a horas do almoço.
À chegada até tivemos direito a máquina de lavagem à pressão disponibilizada pelo Rui Almeida. Os balneários para banhos foram-nos cedidos pelo "C.C.D. O Alvitejo": o nosso obrigado a eles.
O almoço decorreu no Restaurante "O Bombeiro", em Pernes, como é óbvio voltámos a chegar atrasados!
O bolo de aniversário deste ano nada ficou a dever ao do 1.º aniversário!
Reinou a boa disposição durante todo o almoço de confraternização.
Cantámos então os parabéns com desejos de vontade em continuar a levar a Zona 55 Bike Team mais além... e eu reforço com desejos de aumentar mais o espírito de grupo.
Parabéns à ZONA 55 BIKE TEAM
E o aniversário continuou em Vale de Figueira ...
... com a
Projecção de fotos dos passeios onde participou a nossa equipa

E música ao vivo com a presença de alguns cantores desta equipa
Os elementos da Z55, mostram de que nem só de Bike sabem andar.
... e terminou com muito mais ...................
E passou mais um ano da nossa existência
Cumprimentos aos que elementos que não puderam estar presentes: António Cipriano, José Samarro, José Abrantes, João Menino, Fernando Oliveira, Carlos Matos, João Abrantes, João Gonçalves e Tiago Matos.

Fotos e Filmagens: Paulo João, Pedro Silva, João Valério, Rui Almeida, Carlos Lopes, David Gonçalves. Texto: Valério

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...