domingo, 20 de outubro de 2013

Participação da equipa (Panascos)

Representação a cargo de:
40km - Carlos António, Filipe Rodrigues, João Valério

Pelo 2.º ano consecutivo a equipa Zona 55 esteve representada neste popular, familiar e interessante evento btt, cujo potencial assenta no bom ambiente vivido e na qualidade dos seus trilhos. Este ano aumentámos a presença anterior de 2 para 3 elementos, todos nós inscritos e a participar na distância maior (40km).

Após o levantamento dos kits de inscrição sem pressas ou confusões no Secretariado, ainda tempo para tirar umas fotos ao pessoal, pois chegámos com bastante antecedência. O estacionamento ficou à pinha, pois o largo junto às instalações das festas locais não conseguiu abarcar todos os veículos, alguns tiveram de encontrar alternativas, mas não foi preciso ir muito longe.

Apesar dos receios, não choveu. Verificou-se antes uma pequena camada de nevoeiro que, a pouco e pouco foi levantando. O pelotão foi composto de mais de uma centena de praticantes de btt.

Após um breve briefing por parte do responsável José Lavrador, foi dada a partida (com alguns minutos de atraso), mas nada de especial.

O speaker mencionou que após a partida, faríamos uma pequena paragem junto à entrada da aldeia, onde o espaço é maior, para aí sim, fazermos a largada oficial, mas o staff que seguia no carro que abriu o percurso devem-se ter esquecido, pois o pelotão nem sequer afrouxou.

Os primeiros quilómetros foram de trato fácil, sem grandes dificuldades físicas e muito menos técnicas. Os nossos 3 elementos, conforme combinado, seguimos sempre juntos até final, pois o único que estava com os treinos em dia era o Carlos António. 

 

Após uma zona de pinhal, bastante rolante por sinal, chegámos a uma parte mais montanhosa, porém, o percurso não subiu em demasia, foi aliás bastante rápido.


Na passagem pelo único local do percurso que era praticamente impossível de transpor montado, pois tratava-se de um degrau em cimento junto a uma pequena e bonita fonte. 


O percurso foi todo ele muito bonito e bem desenhado. Como nos disse o responsável: "- Nós aqui nos Panascos nem precisamos de sair dos limites da freguesia para conseguir percursos de qualidade".

A sensivelmente metade do percurso encontrava-se a 1.ª zona de abastecimento, muito bem composta e numa zona rolante, todavia apertada para o efeito. A nossa paragem foi curta mas provámos de tudo o que ali havia. Aproveitámos também para lubrificar a transmissão, trabalho a cargo da Lancar.



O terreno esteve impecável, sem pó e bastante batido.


Das passagens que mais gostámos foram os single tracks p'lo meio de zona de pinhal abaixo, com curvas bem curtidas que passaram "a perna" ao Filipe Rodrigues e ao Carlos António, que foram ao chão um total de 3 vezes, mas felizmente sem consequências graves.


Após algumas quedas e kms em cima, o céu foi abrindo para aparecer um bonito dia de sol.


Na divisória de distâncias não havia que enganar, pois o dia estava excelente e os percursos também. 


Já sob uma esplêndida manhã de sol e sempre com o grupo unido, fomos avançando pelos bonitos trilhos da freguesia de Alcaravela. Os campos já mostravam um bonito verde e as urzes rodeavam-nos com o seu característico cheiro.


O percurso foi bastante variado, quase ao gosto de cada participante.

 Na 2.ª zona de abastecimentos, numa área bem mais larga e apropriada, de nada faltou, nem sequer a "mini" que o Filipe aproveitou para testar se estava fresca o suficiente. O elementos de apoio sempre bastante simpáticos e atenciosos. Na nossa roda levámos um bêtetista do BTZ Mação, o João, que nos acompanhou quase até final.


 O final aproximava-se mas ainda tínhamos uns "testes" até chegar lá...



... algumas descidas rápidas e técnicas por entre povoados, mas sempre em terra batida. 


Finalmente chegámos ao final, de novo na povoação de Panascos, sem problemas técnicos ou mazelas graves.

A zona destinada à lavagem das bicicletas era logo ali ao lado e, também aqui houve evolução face ao ano passado, pois tivemos à disposição uma máquina lavadora à pressão. Já para usufruir dos banhos impôs-se uma deslocação em carro próprio a cerca de 1km de distância, aos balneários das instalações do campo de futebol local, que apesar de ter parcas condições, lá serviu o propósito.

O enorme pavilhão festeiro foi palco de bastante alegria e divertimento entre os presentes. Três extensas mesas perfiladas conseguiram dar lugar a todos os convivas. Durante o almoço uma enorme tela foi passando fotos e vídeos do evento que havíamos acabado de terminar. 

Os elementos da Zona 55 à espera que a sopa arrefecesse. O almoço foi este ano servido mais rápido que na edição anterior. A ementa esteve deliciosa e em quantidade, sendo igualmente bem regada, sempre com a simpatia típica do elementos do staff.

Os originais prémios com que os diversos vencedores foram agraciados. 

De seguida anunciou-se o início da cerimónia de entrega de prémios e lembranças, que visaram mais de uma dezena de participantes, tendo sido consagrados os três primeiros classificados de cada escalão e distância, bem como, o participante mais novo e mais velho, mas também as 3 equipas mais representadas. 

Pódio das 3 equipas mais representadas.
Este evento tem igualmente rescaldo na edição n.º 53 da revista desportiva "O Praticante", na sua publicação de Dezembro do corrente ano. Foi pela 2.ª vez que selámos parceria com a Associação Recreativa e Cultural de Panascos, em mais um fantástico passeio btt a cada ano melhor.

ÁLBUNS

Pequeno vídeo com algumas das quedas.

O rescaldo completo do evento.

CLASSIFICAÇÕES GERAIS
Por motivos que desconhecemos, a Organização não publicou a totalidade dos tempos de todos os participantes, onde se incluíram os elementos da Zona 55/O Praticante.

Créditos à reportagem:
Texto: João Valério
Fotos: Organização (BTT Panascos) e Zona 55
Vídeos: Zona 55

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...