sábado, 6 de junho de 2015

Passeio na Serra da Arrábida (Barreiro)


Representação a cargo de:
David Gonçalves, João Guerra, João Valério, Pedro Lourenço, Rui Almeida.

O convite e a ideia de um passeio pela Serra da Arrábida surgiu de um convite que o José Patão (Superbike Team - Barreiro) me fez (João Valério) há cerca de 3 anos atrás, finalmente este ano combinámos uma data e juntaram-se alguns amigos para nos acompanhar, 24 no total, oriundos de diversas localidades e equipas.

Os que vieram de mais longe, 11 dos participantes, chegaram no dia anterior ao Barreiro e pernoitaram nos balneários do Estádio Alfredo da Silva. Desde já e mais uma vez o nosso obrigado ao José Máximo Patão pela disponibilidade e simpatia para connosco.

Às 08h30 começou a concentração do grupo maior e pouco passava das 9 quando saímos do Barreiro em direção à Serra da Arrábida.


Poucos quilómetros à frente juntava-se ao já extenso grupo mais alguns amigos, onde se encontravam os guias/anfitriões da Superbike Team.



Lá retomámos o caminho, nos últimos quilómetros de asfalto.






Estiveram presentes representantes de diversas equipas, a saber: Superbike Team (Barreiro), Zona 55 Bike Team (Torres Novas), A. C. BTT do Fôjo (Fôjo, Abrantes), Aventura 100 Limites (Leiria), Bike Clinic (Quinta do Conde), Branquinhos do Pedal (Chainça, Abrantes).





O ataque aos trilhos começou praticamente com um excelente single track. O tempo esteve agradável e convidava a uma voltinha de bicicleta. O ritmo foi moderado e em alegre cavaqueira.



A primeira paragem foi num casario com paisagem privilegiada sobre o mar.




Tivemos a oportunidade de conhecer alguns dos locais mais bonitos para a prática do btt na Serra da Arrábida.



Mais um local com vista privilegiada, desta vez num ponto onde é possível apreciar a foz do Rio Sado (à esquerda) e a foz do Rio Tejo (à direita).



 A 2.ª paragem foi no Parque de Merendas da Comenda, próximo do Outão, onde aproveitámos para repor líquidos. Ficámos decepcionados com o péssimo aproveitamento de um local que deveria ser um ex-libris da região. O mau ambiente entre vendedores ambulantes que testemunhámos também não ajuda à festa... e assim vai o nosso Portugal. 


De volta ao trilho, os nossos guias nem precisavam da ajuda de GPS, pois estávamos no quintal deles!

Como não há passeio de grupo onde não exista avaria, desta vez o azar bateu à porta do Nuno Carpinteiro, que já no regresso partiu o desviador traseiro. Tantos bttistas ajudaram a resolver o problema, mas tivemos parados mais de 30 minutos até seguirmos novamente.



Seguimos a direção de Palmela, onde ficámos a conhecer os bonitos moinhos ali existentes, todos alinhados e ao longo dos quais existem pequenos carreiros que nos permitem bem próximo a eles.


Já nos últimos 20km do regresso, o grupo "perdeu" alguns convivas a favor do asfalto, pois o calor já estava a apertar e havia quem estava numa de tomar um atalho de volta ao Barreiro. Quanto aos outros, a grande maioria, fez-se aos extensos e largos estradões até ao ponto de partida, onde a velocidade média marcava os 30km/h.

Para terminar, nada melhor que um almoço de confraternização entre todos os participantes (com algumas baixas por motivos profissionais e familiares). O almoço alancharado teve lugar já passava das 15h00. Ficou desde logo a promessa de que em 2016 iremos ser nós a convidar estes amigos do Barreiro para um passeio no Ribatejo. 

ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS
Edgar Francisco - Bike Clinic
Jorge Rodrigues - Branquinhos do Pedal
Marco Veríssimo - Aventura 100 Limites
Rui Almeida - Zona 55 Bike Team
Fotos das cameras onboard - Edgar Francisco/João Valério/Rui Almeida

Percurso realizado

Extensão total = 77,94km | Acumulado total de subida = 967m


Créditos à reportagem
Texto: João Valério
Fotos: Edgar Francisco, João Valério, Jorge Rodrigues, Marco Veríssimo, Rui Almeida.
Vídeo: Clube de BTT Zona 55

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...